Michele Collins comemora revogação de portaria que permitia a realização de abortos pelo SUS - Michele Collins

Michele Collins comemora revogação de portaria que permitia a realização de abortos pelo SUS

400x266ximage_preview.pagespeed.ic.IxNW6Sd8mw

A revogação da portaria do Governo Federal que permitia ao SUS custear o aborto em caso legais foi comemorada pela vereadora do Recife, Missionária Michele Collins (PP). A parlamentar usou a Tribuna da Casa para parabenizar o Governo por recuar da medida que incluía o aborto por razões médicas e legais na tabela de procedimentos do Sistema Único de Saúde.

A portaria previa o valor fixado para o procedimento chamado de “interrupção da gestação/antecipação terapêutica do parto previstas em lei” em R$ 443,40.

Michele já se posicionou publicamente contra o aborto. Ela considera um atentado à vida. “Na minha visão, a medida estimularia a prática por não exigir sequer a realização de um Boletim de Ocorrência (BO) em caso de estupro. Ou seja, qualquer mulher poderia alegar que foi estuprada e realizar o aborto”, disse a vereadora.

Além disso, a Missionária considera que o Aborto Legal banaliza a prática no País e é contra o procedimento ser feito com dinheiro do contribuinte. “Defendo que recursos públicos sejam aplicados na melhoria, equipamento, contratação de médicos e na prestação de assistência médica à população”, destacou a progressista.

Ascom
Foto: Carlos Lima

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.