Michele Collins promove reunião solene sobre importância do combate às drogas - Michele Collins

Michele Collins promove reunião solene sobre importância do combate às drogas

Vereadora do Recife também prestou homenagem às Comunidades Terapêuticas na solenidade desta terça-feira (28)

A Câmara Municipal do Recife abrigou, na manhã desta terça-feira (28), uma reunião solene que tratou da importância do Dia Internacional de Combate às Drogas e também fez referência ao Dia Municipal das Comunidades Terapêuticas. As duas datas foram celebradas no último domingo (28). A ação ocorreu graças a uma iniciativa da vereadora Missionária Michele Collins (PP), que solicitou, através de requerimento, uma solenidade referente ao assunto.

As galerias e o plenário da Casa de José Mariano – como é conhecida a Câmara de Vereadores do Recife – estavam tomados por pessoas que militam e apoiam a luta contra as drogas. A mesa, que foi presidida pelo vereador Alfredo Santana (PRB), foi composta pela vereadora Michele Collins; pelo deputado estadual Pastor Cleiton Collins (PP); o secretário municipal de Enfrentamento ao Crack e Outras drogas, Fernando Dourado; o juiz titular da Vara de Execução de Penas Alternativas, do TJPE, Flávio Augusto Pontes; a representante da Federação Pernambucana das comunidades terapêuticas, Ana Paula Marques; o coordenador de apoio do Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd), João Evangelista dos Santos; a coordenadora educacional dos Alcoólicos Anônimos (AA), Mara Regina; e a representante da Visão Mundial, a pastora Simea de Souza Meldrum.

Em seu pronunciamento, Michele Collins destacou dados da Organização das Nações Unidas referentes às drogas. “Cerca de 5% da população mundial utiliza drogas ilícitas. O número corresponde a uma média de 243 milhões de pessoas. Desse total, 27 milhões de usuários fazem uso de drogas regularmente e possuem distúrbios ou dependência. Ou seja, uma a cada 200 pessoas convive com esse problema, e isso acaba afetando toda a estrutura familiar”, ressalta.

A parlamentar seguiu elencando números alarmantes sobre o avanço de substâncias ilícitas na sociedade. De acordo com ela, o Nordeste é uma das regiões onde mais se consome crack. “Uma pesquisa da Fiocruz diz que o Nordeste brasileiro e o estado de Pernambuco estão à frente do consumo de crack, no nosso País. O objetivo desse Dia é refletir sobre o uso indevido de drogas e convocar a todos para essa luta. Apesar de contarmos com o apoio das Unidades Básicas de Saúde (UBS), dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) e de Centros de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas III (CAPS AD 24 horas), é necessário maior empenho do poder público na solução dessa questão”, avalia.

Durante a cerimônia, o grupo Baião pra 3 se apresentou e entoou um cordel ao som da zabumba e do triângulo. Alfredo Santana passou a presidência da solenidade para Michele Collins. O Pastor Cleiton Collins fez a entrega de placas comemorativas a diversos homenageados na cerimônia: ao Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd), através do coordenador de apoio, João Evangelista dos Santos; ao grupo Alcoólicos Anônimos, na figura da coordenadora Mara Regina; à presidente da Associação para Restauração do Homem/Espaço da Criança, Núbia Mesquita; ao juiz e doutor em Direito Penal, Flávio Augusto Fontes; à empresária Sarah Medeiros, presidente da Via Couro; à Federação Pernambucana de Comunidades Terapêuticas, representada por Ana Paula Marques; à Pastoral da Sobriedade da Arquidiocese de Olinda e Recife, na figura da coordenadora da pastoral, Maria Lúcia Josué; à Sociedade Bíblica do Brasil, representada por Adailza de Oliveira; e à pastora Simea de Souza Meldrum, assessora para relações institucionais da Visão Mundial.

Os convidados que compuseram a mesa também se pronunciaram. Foi o caso do juiz Flávio Fontes, que exaltou o trabalho desenvolvido por Michele e Cleiton Collins na luta contra as drogas. “É impossível falar de política de combate ao uso de drogas em Pernambuco e no Recife, especialmente, sem lembrar do casal [Michele e Cleiton] Collins, que tem contribuído de forma efetiva nessa luta.”

Em paralelo à reunião solene, o pátio da Câmara de Vereadores do Recife sediou nesta terça-feira o Mutirão Pela Vida 2016, desenvolvido pela Sociedade Assistencial Saravida, que é uma comunidade terapêutica. Profissionais, como psicólogos e assistentes sociais, estiveram prestando orientações aos usuários de drogas que compareceram ao mutirão. Uma unidade móvel da Saravida também esteve no local para fazer a triagem e acolhimento dos dependentes químicos.