Michele Collins repudia Netflix e Porta dos Fundos por desrespeito a fé cristã

A vereadora Missionária Michele Collins repudiou, nesta terça-feira (10), no plenário da Câmara, um filme que está sendo exibido pela plataforma de streaming Netflix em parceria com o grupo Porta dos Fundos, que desrespeita a fé cristã.

O filme que imita Jesus Cristo como sendo gay e Maria, fumando maconha. A parlamentar vai cancelar a assinatura e conclamou as famílias cristãs a fazerem o mesmo. Disse que há vários tipos de conteúdos dessa natureza e que está fazendo campanha pesada contra os mesmos. “As pessoas confundem liberdade de expressão com esse tipo de abuso criminoso de acordo com o Código Penal, artigo 208. Descaracterizam a religião, vilipendiando as imagens e as pessoas que acreditam e têm sua fé. Já deveria ter sido retirado do ar. Nesse Natal vamos refletir sobre a solidariedade”, explicou.

Ela também repercutiu a  passagem dos 71 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, a vereadora Michele Collins (PP) fez questão de lembrar a data. A Declaração nomeia direitos humanos básicos e foi adotada pela Organização das Nações Unidas, em 10 de dezembro de 1948, em virtude dos horrores da Segunda Guerra Mundial. Seu advento criou as bases para a paz e a organização multilateral na promoção da negociação sobre conflitos internacionais. Como presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara do Recife, ela explicou que cerca de 70% dos projetos de lei da Casa passam por aquela comissão.

A vereadora disse ainda que na próxima semana vai reunir a Comissão para zerar a pauta e fazer um balanço do trabalho executado neste ano. Ela acredita que a política é um dos principais meios de tornar realidade uma sociedade mais justa e mais igualitária, e que na Comissão de Direitos Humanos da Casa, os membros trabalham com esse objetivo. “Vamos fazer encontros com entidades em 2020”.