Michele Collins promove Reunião Pública sobre o fortalecimento do SUAS

O Sistema Único de Assistência Social (SUAS) foi criado em 15 de julho de 2005, através de Resolução do Conselho Nacional da Assistência Social, e tem por função a gestão do conteúdo específico da Assistência Social, no campo da proteção de pessoas em situação de risco e vulnerabilidade, abrangendo várias áreas como as destinadas às crianças e aos adolescentes, o combate à miséria, entre outras. A importância do SUAS foi tema de reunião pública na manhã desta terça-feira (26), numa iniciativa da vereadora Michele Collins (PP). O plenarinho da Casa ficou lotado por profissionais da área e usuários (as).

Hoje em dia, o SUAS conta com cerca de 8 mil Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), 2,5 mil Centros de Referência Especializados de Assistência Social (CREAS) e aproximadamente 250 mil profissionais atuando para garantir os direitos daqueles mais vulneráveis e suscetíveis a riscos.  “Um exemplo do sucesso desta iniciativa se reflete nos milhões de idosos e pessoas com deficiência que atualmente são contemplados com o Benefício de Prestação Continuada (BPC). Milhares de crianças também são beneficiadas pelo Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI), entre outros projetos”, pontuou Michele Collins.

A reunião pública, de acordo com a parlamentar, se reveste de significado especial na vida das pessoas que militam na área, bem como àquelas que são beneficiadas por uma das mais importantes políticas públicas da cidade.  “Refiro-me ao Sistema Único de Assistência Social e sua importância na vida de milhares de cidadãos recifenses. Trata-se de uma mobilização nacional, especialmente em prol da recomposição do orçamento do SUAS, visto que já houve um déficit em 2019 e que deve ocorrer em 2020, o qual vem comprometendo todo o programa e, consequentemente, os serviços prestados pelos CRAS, CREAS, Centro Pop, entre outros.  A reunião que propomos é um ato em defesa deste importante sistema de proteção social, propiciando às pessoas aqui presentes a oportunidade de debater, de encaminhar demandas ao poder público e de compartilhar experiências acerca deste relevante assunto, especialmente pela importância da proteção à maternidade, à pessoa com deficiência, à infância e à adolescência, à família e à velhice, reconhecendo o trabalho daqueles compromissados com os princípios éticos e com o cidadão”, disse Michele Collins.