Missionária Michele Collins homenageia os 70 anos da Sociedade Bíblica do Brasil

Pelos serviços prestados em 70 anos de existência, a Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) recebeu, na manhã desta terça-feira (12), uma homenagem promovida pela vereadora Missionária Michele Collins, no plenário da Câmara dos Vereadores do Recife. A entidade possui um papel importante que é a divulgação da escritura sagrada: a Bíblia.

Para a missionária, a SBB tem um papel essencial na disponibilização do texto bíblico. “A entidade distribui as Bíblias em diferentes mídias e formatos, representando um importante meio de desenvolvimento, principalmente, de atividades de tradução, produção e oferta da Palavra de Deus”, pontuou.

A Sociedade Bíblica do Brasil é uma entidade sem fins lucrativos, beneficente, de natureza filantrópica, assistencial, educativa e cultural. Criada em 10 de junho de 1948, no Rio de Janeiro, a SBB acompanhou vários eventos relevantes na história do país. A instituição nasceu poucos anos após o final da segunda guerra mundial, onde a população passou a ter mais otimismo e esperança por um mundo melhor.

Michele ressaltou ainda os projetos sociais desenvolvidos pela SBB como o “A Bíblia nas Escolas “ e “A Bíblia na Recuperação da Dependência Química”. Na solenidade foi entregue ao Relações Públicas da SBB, pastor Gibson Santos, uma placa comemorativa. Um dos momentos de maior destaque foi à leitura da Bíblia em Braille, que alcança o público deficiente visual, pela professora Ketyanne dos Santos, que é deficiente visual e leu o Salmo 119, versículos de 10 a 12. Segundo ela, o texto lido foi o mais importante de sua vida. “Quando eu só podia ouvir a palavra no momento em que alguém lia pra mim. Então, recebi o Novo Testamento em áudio produzido pela Sociedade Bíblica do Brasil”, destacou a professora.

Participaram da solenidade o pastor da Igreja Batista Missionária de Dois Irmãos, Linaldo Júnior; o pastor da Igreja Batista da Capunga, Ronaldo Robson, O Capelão da Força Aérea Brasileira , Edmilton de Carvalho, o presidente a instituição Estrela do Sertão em Ação, Severino José dos Santos. As apresentações musicais ficaram por conta de Duda Pinheiro e irmão Silvyno Silvestre.